2021 chegou; você se planejou para dar conta deste ano?

É muito comum fazermos um balanço das nossas realizações em dezembro e planejarmos novas ações no ano seguinte. Tivemos um 2020 desafiador e atípico, com a pandemia do coronavírus. A partir desse contexto, como fazer de 2021 um ano melhor? Confira nesta entrevista com Clarinda Macedo, psicóloga, Master Coach e superintendente de Recursos Humanos do Grupo Santa Casa BH orientações preciosas para adotarmos a partir de hoje.

Confira as orientações de Clarinda Macedo. Foto SCBH

Radar Leste BH – É importante traçarmos planos para o ano que começa? 

É importante sim planejarmos o futuro. Na medida em que você estabelece suas prioridades , analisa seus recursos e os projeta na linha do tempo; você cria possibilidades de realizações de sonhos e metas mais próximas a seus desejos e de suas capacidades de realizá-los de maneira mais concreta .

Ainda que seus planos estejam bem desenhados, recomenda-se sempre contar com fatores externos que podem mudar seus projetos de vida. Toda humanidade viveu isso muito de perto em 2020, devido à pandemia do COVID-19 que surpreendeu a todos.  Para muitos,  de maneira assustadora, mas para alguns de maneira mais leve, dependendo da intensidade de investimento em projetos e momento de vida de cada pessoa .

Radar Leste BH – O planejamento deve ser colocado no papel, no computador… existe uma metodologia específica ou cada um cria a sua forma?

Tenho percebido ao longo na minha experiência como coach que cada pessoa tem seu ‘modus operandi‘, baseado em suas experiências de vida e características individuais. Uns mais disciplinados e outros mais espontâneos e informais na maneira de expor seus planos. Mas, via de regra, já sabemos que nosso cérebro obedece a comandos objetivos e bem definidos. Nesta linha o registro do plano no papel ou em qualquer ferramenta tecnológica cria um espaço de auto compromisso na busca de atitudes que vão favorecer o cumprimento daquilo que planejou. O importante é escolher uma ferramenta cuja metodologia seja mais adequada ao seu modelo mental, a fim de evitar auto sabotagem .

Escolha a melhor maneira de planejar seu ano. Foto Pixabay

Radar Leste BH – Há o risco de se prender apenas ao que aconteceu de ruim e não ter energia para olhar para frente e pensar em mudança?

Penso que corremos este risco sim, mas somente se formos movidos por um estado de apatia diante dos acontecimentos da vida ou ainda se escolhemos usar somente a lente do negativismo. Corremos o risco se abandonarmos a maior força propulsora da humanidade que é a resiliência. Quando colocada à serviço da fluidez da vida nos dá respostas inacreditáveis.

Radar Leste BH – Em tempos de tantas cobranças implícitas e explícitas – corpo perfeito, carro do ano, o sucesso mostrando nas redes sociais, por exemplo – como fugir de alguns padrões de felicidade e pensar em metas que realmente sejam importantes para nossa vida?

Quando os planos estão alicerçados nos valores do indivíduo e não somente para dar respostas ao meio social que pertence, existirá aí uma vinculação entre o planejado e as reais necessidades desejadas. Ousamos aqui aconselhar, que neste aspecto, faz-se necessário investir mais tempo de vida ao seu autoconhecimento. Quanto mais você se auto conhece, mais você consegue fugir das armadilhas do mundo externos, recheadas de rasos momentos de felicidade.

Algumas reflexões que podem ser úteis ao longo da vida

Quais são seus planos para 2021 ? Você é do tipo ‘deixa a vida me levar’? É do tipo que pergunta de vez em quando para a vida para onde ela está te levando? Quando você olha o seu futuro vê o quê nele? Qual posição você ocupa neste futuro?

Em uma metáfora da sua vida sendo uma aeronave – qual posição ocupa com mais frequência? Piloto, co-piloto ou piloto automático? Você percebe quando a vida te convida a assumir seu protagonismo? Ao fazer seus planos de futuro, foca em seus valores e necessidades? Costuma fazer várias planos ou escolhe poucos e vai até o fim?