A influência do meio em nossas vidas

Sabemos que ninguém é igual a ninguém, cada um é único, nas características biológicas, no comportamento, na maneira de agir e reagir, de pensar, de sentir, enfim. A individualidade é uma característica  intransferível, e isso nos diferencia uns dos outros. Porém, todos nós influenciamos e somos influenciados pelo meio onde vivemos.

Isso significa que nosso comportamento, nossos pensamentos, sentimentos, emoções e atitudes, são influenciados pela cultura do lugar onde nascemos e vivemos, dos valores da família a qual pertencemos, pelo clima, pelas diferenças ideológicas, preconceitos, religião, pelo meio onde convivemos, seja no trabalho, na relação com amigos, nas redes sociais.

Esses parâmetros são o que nos definem muitas vezes, na nossa trajetória pela nossa vida. Somos também o resultado do contato com pessoas que nos relacionamos e com o meio em que vivemos durante toda a nossa vida, desde a infância. Mas, nem sempre temos consciência dessa influência.

Pensamos que somos autênticos, que não seguimos nada nem ninguém além de nos mesmos. Talvez você não se lembre mesmo de situações que te remetem a essa influência, mas comece a prestar atenção em você mesmo e em relação a esses parâmetros ao seu redor e você começará a identificá-los em você.

Observe como muitas vezes temos dificuldades em lidar com o diferente daquilo que sentimos, pensamos, fazemos, nossa reação é entrar em confronto com o outro ou com os nossos próprios valores, e nos sentimos sem chão.

É importante compreender que toda influência na formação da personalidade de uma pessoa pode ter efeito positivo ou negativo, por isso talvez julgar as pessoas, pelos nossos próprios parâmetros, sem conhecer o caminho e o meio que essa pessoa trilhou desde a infância, não seja uma atitude correta. O outro tem também dificuldades e necessidades assim como eu. No entanto, o que eu faco para mudar isso em mim?

Cada novo contato ou situação positiva ou negativa nos leva a nós mesmos, ao confronto com o que aprendemos e estamos levando na nossa vida, isso nos conduz ao nosso desenvolvimento, nosso crescimento interno. Porém o autoconhecimento, a auto-observação e autoaceitação, são essenciais para que possamos nos aproximar cada vez mais da nossa essência primordial e não nos tornarmos influenciáveis por situações negativas que nos tiram de nós.

Todo esse processo de influência e evolução é uma caminhada única, onde cada um trilha sozinho e assim vamos construindo nossa própria história.

Síga-me no Instagram @zacarvapsi e no Facebook Zailde Carvalho.