Acidentes no Boa Vista: moradores e comerciantes pedem solução

Comerciantes e moradores das ruas Quari e Lassance, no bairro Boa Vista, não têm sossego. Os acidentes e atropelamentos no cruzamento das duas vias são praticamente diários. Há sinalização horizontal e placa de Pare. Mesmo assim, o risco à vida dos pedestres e motoristas é diário.

São pelo menos dois acidentes por semana. Foto: Antônio Nunes

O morador Antônio Nunes coleciona números de registro de protocolos junto à BHTrans. Guimba, como é conhecido, reclama do comportamento dos motoristas, mas acredita que um quebra-molas resolveria o problema do excesso de velocidade no cruzamento da Quari com a Lassance. “Há mais de seis anos nós esperamos uma solução para esse problema”, reclama.

O portão do salão de beleza do Thiago de Assis vive empenado. Ele nem conserta mais, por causa das batidas frequentes dos carros. Os motoristas até prometem resolver o problema, mas fica só na promessa. “Alguém precisa fazer alguma coisa por nós. A gente vive e trabalha inseguro aqui ” alerta.

Thiago desistiu de arrumar o portão. Foto: Thiago Assis

Retorno da BHTrans

O cruzamento das ruas Quiari e Lassance, no bairro Boa Vista, é bem sinalizado. Contudo, as sinalizações precisam ser respeitadas e os motoristas devem adotar comportamentos defensivos no trânsito, reduzindo a velocidade ao se aproximar do cruzamento e redobrar a atenção ao iniciar as manobras permitidas, zelando pela prioridade de travessia dos pedestres.

Sem esse respeito, o risco de acidentes é maior. Vale ressaltar, ainda, que a Rua Lassance, próximo ao número 427, a aproximadamente 126 metros do cruzamento com a Rua Quiari, já conta com um redutor de velocidade. Mesmo assim, há um projeto elaborado para outro redutor, que está na lista de implantações da BHTrans.