Boa notícia; parques e cachoeiras reabertos na Serra do Cipó

O trajeto é rápido, 120 quilômetros da capital, e você pode apreciar a paisagem. Eu só fui a trabalho e sei o que estou perdendo: vida tranquila, natureza exuberante, cachoeiras de tirar o fôlego, pousadas aconchegantes e comida mineira raiz. A Serra do Cipó é um daqueles tesouros que Minas Gerais tem aos montes.

Santana do Riacho, cidade que abriga toda essa beleza, tem cerca de cinco mil habitantes e vive do turismo. A região foi fechada por causa do novo coronavírus no dia 27 de março e em junho houve uma tentativa de abertura gradual das pousadas e restaurantes. Os funcionários fizeram cursos de capacitação e a prefeitura vistoriou tudo. Naquela época, o prejuízo, segundo a associação de comerciantes, era de cerca de 9 milhões de reais. Mas o avanço da Covid-19 no município obrigou a prefeitura a fechar tudo de novo.

No final de Agosto, nova tentativa. Pousadas abertas, com metade da ocupação e aquela série de cuidados que já estamos cansados de saber. Essa semana, no dia 1 de setembro, novidade na Serra: hotéis e pousadas agora podem funcionar com a taxa de ocupação de 60% e as áreas de lazer já podem reabrir.

A notícia mais esperada era a reabertura dos parques e cachoeiras e ela também chegou essa semana. Atenção aos horários: 8 às 17 horas. Mas no fim de semana fica fechado. Só a partir de 21 de setembro os parques e cachoeiras poderão funcionar todos os dias. A reabertura do parque nacional da Serra do cipó ainda não tem data definida. Quem curte camping vai ter que esperar até 19 de novembro.

O retorno é marcado por mudanças e novos hábitos. Nas estradas de acesso ao município serão instaladas barreiras sanitárias. Também esperamos que em contrapartida os visitantes sejam responsáveis e conscientes. Só depende de nós!

Fale comigo no Instagram @akemiduarte ou no youtube.com/omundoelogoali