Campeonato Mineiro alimenta rivalidades e valoriza o regionalismo

A reta final do Campeonato Mineiro ainda reserva muitas emoções para as maiores torcidas do estado e também garante o prazer de torcer e a identidade regional. Nas semifinais ainda serão decididas no próximo fim de semana, mas Atlético e América largaram na frente para garantir vagas na final. E entre os clubes do interior, a final do Troféu Inconfidência entre URT e Caldense, alimenta a paixão dos torcedores, mesmo que o título estadual esteja distante.

O Atlético, uma das equipes que vai investiu em reforços em 2021 em todo o Brasil, abriu uma grande vantagem contra a Tombense para chegar a mais uma decisão do estadual. O placar de 3 a 0 na primeira partida deixou om clube, com todo o respeito que a Tombense merece, com as duas mãos na vaga para final. A Tombense, campeã do interior, terá a missão quase impossível de fazer quatro gols de diferença para chegar a decisão do estadual.

O confronto entre Cruzeiro e América está mais equilibrado, mas a vitória, de virada, do América por 2 a 1, deixou o time comandado por Lisca bem perto de mais uma decisão estadual. Para o técnico Felipe Conceição, comandante do Cruzeiro, e para um dos líderes da equipe, Rafael Sóbis, a tarefa é de superação. O Cruzeiro tem um objetivo maior em 2021 que é a formação de equipe para brigar pelo acesso à Série A do Brasileirão e o amadurecimento parece consistente. Já a vaga na final do Mineiro vai demandar um time mais agressivo. Um bom teste para o amadurecimento da equipe. Será um confronto bem interessante de acompanhar. Não vejo favorito.

Pelo interior

Desde o ano passado, a Federação Mineira de Futebol, atendendo um pedido dos clubes do interior, criou um torneio intermediário para manter os clubes que se classificaram entre quinto e oitavo lugares na primeira fase do campeonato, na disputa do Troféu Inconfidência, que pode garantir uma vaga na Copa do Brasil de 2022, caso Minas Gerais tenha a quinta vaga na competição. O vencedor do Inconfidência ainda vai8 disputar da Recopa do Interior contra a  Tombense, campeã do interior.

URT, de Patos de Minas, e Pouso Alegre eliminaram o Athletic, de São João del Rei e Caldense, respectivamente, para garantir vaga na decisão do Troféu Inconfidência. Esta disputa valoriza muito as rivalidades regionais, mantém equipes ativas por mais tempo, cria a possibilidade de uma identidade vencedora e gera oportunidades de receitas. Se houvesse a liberação de público as rendas dos jogos seriam interessantes, mas com o impedimento de público nos estádios, por causa da pandemia de Covid-19, a Federação Mineira, em parceria com este colunista, através da Armando Oliveira Comunicação, e a TV NSports, criou a plataforma de transmissão, via streaming, futebolmineiro.tv.br, que tirou a invisibilidade mais de 80 jogos de diversas competições estaduais que não tinham qualquer tipo de transmissão. O projeto começou as transmissões há sete meses com o Módulo 2, final do Mineiro Feminino, Recopa do Mineiro e cobertura da Segunda Divisão.

Criar um canal direto entre o torcedor do interior e os seus clubes reforça a valorização da identidade local e fortalece o futebol. Não podemos pensar o futebol apenas sobre o aspecto dos grandes clubes. Por isso, na quarta, dia 5 de maio, a plataforma vai transmitir a final o Troféu Inconfidência, a partir das sete da noite, entre URT e Pouso Alegre, direto de Patos de Minas.

Um acordo entre a TV Globo, detentora dos direitos de transmissão do Mineiro, e a FMF permitiu que os jogos entre as equipes do interior fossem transmitidos através da plataforma futebolmineiro.tv.br e aproximou o nosso estadual de todos os torcedores. Foram 36 jogos na fase de classificação e agora mais três partidas que valem a conquista do Troféu Inconfidência. Somos quase 22 milhões de mineiros distribuídos em 853 municípios, com identidades locais e regionais, mas com mesma paixão e orgulho para falar sobre Minas Gerais, incluindo o nosso futebol.

Twitter @armandoBH69