Central telefônica socorre idosos vítimas de violência

O Instituto Ânima, em parceria com o Centro Universitário Una, abriu uma linha telefônica para atender idosos vítimas de violência. O serviço está disponível para moradores de Belo Horizonte e Região Metropolitana, de segunda à sexta-feira, das 8h às 12h e das 14h às 18h, pelo telefone 4003-3126. 

Novo canal de defesa. Foto: Congerdesign por Pixabay

O objetivo principal é escutar e acolher. O Núcleo conta com uma equipe de profissionais dos cursos de Direito, da Psicologia e do Serviço Social, formada por professores e alunos bolsistas que atendem as ligações de idosos ou pessoas próximas a eles.

“Nossa equipe está preparada para o acolhimento dos idosos, seus familiares, amigos, pessoas que querem conversar sobre a violência contra esse público, em uma perspectiva de entender a realidade revelada, objetivando construir outra realidade livre da violação dos direitos da pessoa idosa”, explica Naiane Loureiro dos Santos, gerente de projetos da Universidade Aberta à Pessoa Idosa.

Os atendimentos vão desde o aconselhamento para resolução de demandas individuais do direito constitucional, previdenciário, trabalhista e civil na perspectiva do idoso, passando pelos aspectos sociais e psicológicos, como o acolhimento de vítimas de abusos ou maus-tratos físicos ou psicológicos, violência sexual, abandono, negligência, abuso financeiro e econômico ou auto-negligência.

O trabalho conta com a parceria do Conselho Municipal do Idoso, a Delegacia de Proteção ao Idoso, Coordenadoria do Idoso e Defensoria Pública, profissionais do CRAS, CREAS, o SUS e de outros programas sociais.

Se precisar de apoio ou acolhimento ligue para o telefone: 4003-3126.

Fonte: www.redecomunicacao.com