Clube da Esquina revive em série da HBO e em Exposição no Minas Tênis

Que o Clube da Esquina rompeu as montanhas de Minas e ganhou o mundo não é novidade pra ninguém. A novidade desta vez fica por conta da música O Trem Azul, de Lô Borges. Foi parar na série Estação 11, da HBO. Confira um trecho do episódio:

E o sucesso do grupo que nasceu em Santa Tereza não acaba por aí! A Galeria de Arte do Centro Cultural Minas Tênis Clube apresenta, entre os dias 2 de fevereiro e 6 de março,  a exposição Viagem de Ventania – Trilha Sonora dos Tempos. Sob a concepção do compositor, escritor e integrante do Clube da Esquina, Márcio Borges, o espaço da galeria promove uma imersão em 12 canções do Clube da Esquina, por meio de objetos, projeções, luzes, cores e da própria canção.

A entrada é franca e a galeria funciona de terça-feira a sexta-feira, das 10h às 20h, sábados, domingos e feriados, das 11h às 18h. Por causa da pandemia da Covid-19, a capacidade de visitantes é limitada a 30 pessoas e é obrigatório o uso de máscaras.

Márcio Borges, criador da exposição. Foto: Foto Isabel Miranda

“O Clube não pertencia a uma esquina, uma turma, uma cidade, mas sim a quem, no pedaço o mais distante do mundo, ouvisse nossas vozes e se juntasse a nós”, afirmou Milton Nascimento no prefácio do livro de Márcio Borges, “Os Sonhos Não Envelhecem – Histórias do Clube da Esquina”. E é assim que o Clube da Esquina é entendido. “Isso condiz em tudo e por tudo com a proposta desta exposição, que busca, talvez, a mais direta e sintética forma de homenagear o cinquentenário disco que fez fama e correu mundo”, explica o compositor e escritor.

Clique aqui e confira toda a programação.

Imagem em destaque: divulgação HBO.