Coelho forte e maduro na Série B e na Copa do Brasil

 A semana será intensa para o América, na série B e nas oitavas de final da Copa do Brasil. O Coelho fecha o turno da série B, no sábado, contra o Avaí, em Florianópolis. O time de BH tem se mostrado uma equipe consistente, firme, madura e que vai brigar muito pelo acesso à Série A do ano que vem. O América se consolidou de vez entre os quatro melhores, ocupando a vice-liderança da competição ao fim da 18ª rodada com 35 pontos, 65% de aproveitamento, ficando atrás apenas da Chapecoense que tem um pontinho a mais.

Comandado pelo técnico Lisca, o América foi o único que venceu os últimos cinco jogos que disputou entre todos os times da série B. Ao longo da competição foram 10 vitórias, cinco empates e apenas três derrotas. O time marcou até agora 20 gols e sofreu apenas 11. Os números são resultado de uma equipe bem treinada que tem conseguido fazer bons jogos, dentro e fora de casa.

O meio-campo do Coelho impressiona pela consistência de jogo. Zé Ricardo, Juninho e Alê e Felipe Azevedo tem mostrado um entrosamento na marcação e na articulação de jogadas ofensivas.  São atletas maduros com 30 anos ou mais, exceto Zé Ricardo que tem 24 anos. A vitalidade e o preparo físico também merece elogios.

Outro setor que vale destacar também pela segurança é a defesa. Principalmente com o retorno do zagueiro Messias, que estava em Portugal, e que voltou ao clube durante a paralisação do calendário por causa da pandemia. Outro bom reforço que chegou ao time durante a parada das competições foi o goleiro Matheus Cavichioli,de 34 anos, que virou titular absoluto, o paredão do time.

E é este América que vai desafiar o Corinthians nas oitavas de final da Copa do Brasil, representando o estado de Minas Gerais. Muitos diriam que pela tradição e história o time de SP seria o grande favorito no confronto. Mas o momento é do América. Serão dois jogos nas duas próximas quartas-feiras, dias 28 de outubro, em São Paulo, e dia 4 de novembro, em BH.

O Corinthians, do técnico Vagner Mancini, está em reconstrução e lutando para melhorar na tabela do Brasileirão. Na Série A, o aproveitamento do time é de apenas 39%, com 5 vitórias, 6 empates e 7 derrotas. Os reforços que chegaram ao Coringão são  velhos conhecidos dos mineiros, Otero,  Fábio Santos e Cazares, que no começo do ano estavam defendendo o Atlético. Apenas o equatoriano poderá jogar o confronto com o América. Fábio Santos e Otero já atuaram pelo Atlético na Copa do Brasil e por isso não poderão entrar em campo pelo time paulista. Os dois jogos serão um ótimo teste para vermos a força do América e como está a reformulação do Corinthians. Aposto minhas fichas no time de BH.

Twitter @armandoBH69