Confira as regras para a entrada de brasileiros em alguns países

No dia da independência do Brasil, Canadá reabriu a fronteira para receber brasileiros. É um tipo de notícia que agora, felizmente, tem chegado com frequência com a vacinação avançada por aqui e no exterior também. Peru e República Tcheca também anunciaram a reabertura para brasileiros essa semana.

Confesso que o fantasma das variantes me assombra, mas sinto alegria cada vez que a gente se aproxima um pouquinho da realidade pré pandemia. É como um sopro de esperança de que vai ficar tudo bem.

Reuni aqui alguns países e as regras de cada um para a entrada de brasileiros.

Canadá: Precisa apresentar certificado de vacinação, com, no mínimo, 14 dias da segunda dose ou dose única e teste de Covid feito em até horas antes do voo. O passageiro ainda está sujeito à testagem aleatória no desembarque (se testar positivo nesse segundo, vai para a quarentena). Baixar  o aplicativo ArriveCan, cadastrar e enviar a documentação exigida. Vacinas aceitas: Pfizer, Astrazeneca, Janssen e Moderna.

Peru: Ter tomado as duas doses ou dose única da vacina (decreto não mencionou quais vacinas serão aceitas, o que leva a crer que qualquer vacina será reconhecida) ou apresentar resultado negativo realizado no máximo 72 horas antes do embarque. Todos os viajantes também devem preencher declaração de saúde, disponível do site do governo.

Portugal: Não exige vacinação, basta apresentar o resultado negativo do exame feito nas 72 horas anteriores. Decreto será revisto na segunda semana de Setembro.

Espanha: Aceita todas as vacinas aprovadas pela OMS, inclusive, Coronavac. Não precisa apresentar exame.

Alemanha e França: Aceitam turistas vacinados com Pfizer, Astrazeneca, Moderna e Janssen. Não precisa apresentar exame.

Suiça e Islândia: Aceitam todas as vacinas aprovadas pela OMS, inclusive, Coronavac. Precisa apresentar exame.

México: Entrada livre.

Egito: Não exige vacinação, precisa apresentar teste negativo feito 72 horas antes. É necessário preencher formulário de saúde na imigração. Vacinados não precisam apresentar PCR.

A Coronavac ainda não foi aceita por muitos países, mas já foi reconhecida pela Organização Mundial da Saúde, por isso, a expectativa é que em breve ela seja incluída nessa lista. Lembro que o importante agora é se vacinar e se proteger, independentemente da vacina.

Outro alerta para quem decidir viajar é ter um seguro viagem que cubra gastos com a Covid. Esse seguro é obrigatório para entrar em alguns países, em outros, não. Não viaje sem, principalmente, em tempos de pandemia.

Quando decidir viajar, fique atento às regras. Confira tudo novamente poucos dias antes do embarque, afinal as coisas estão mudando a cada dia e espero que mudem apenas para melhor.

Imagem em destaque: Akemí Duarte.