Conheça a história de 4 bairros da região Leste de BH

Você que mora na região Leste de BH, conhece a história do seu bairro? Sabe que ele é mais que um território dividido pela administração da cidade, com habitantes, comércio e prestadores de serviços? Talvez, onde você more hoje, já tenha sido uma plantação de batatas, de milho um matadouro ou uma fazenda no passado. Quer saber mais? Eu te convido a conhecer sobre a origem dos bairros que formam a região. Prepare-se para uma viagem no tempo, com paradas em ferrovias, igrejas, no rio Arrudas…é muito chão!

Quem nos guia nesta reportagem são os coordenadores de Histórias de bairros de Belo Horizonte: Regional Leste, Cintia Aparecida Chagas Arreguy e Raphael Rajão Ribeiro. A obra foi produzida pelo Arquivo Público da Cidade de Belo Horizonte em 2008 e está disponível para consulta e impressão na internet. Segundo Cintia e Raphael, a circulação de trens na capital e o rio Arrudas foram fundamentais para a criação e o desenvolvimento dos bairros ao redor.

O bairro Floresta, o primeiro com características suburbanas da capital, segundo os coordenadores, surgiu atrás da Estação de Minas e do ribeirão Arrudas. Os primeiros moradores foram bem diversificados, desde operários que trabalharam na construção da cidade até a elite local. Hotéis e pousadas se instalaram ao redor para facilitar hospedagem de quem desembarcava de trem. Uma dessas hospedarias, o Hotel Floresta, teria dado nome ao bairro. As outras versões seriam o Botequim Floresta, na Estação Central, e o nome Floresta no letreiro dos bondes.

Estação Ferroviária Central (fonte Acervo Público Municipal)

Santa Efigênia

A próxima parada são os bairros Santa Efigênia e Santa Tereza. Os bairros são originários de seções suburbanas e do desdobramento das colônias agrícolas Córrego da Mata e Bias Fortes. A igreja de Santa Efigênia, padroeira dos militares, foi construída no início do século XX. Não só deu origem ao bairro como virou referência de orações dos policiais do Primeiro Batalhão Geral, localizado bem pertinho, na praça Floriano Peixoto.

O Santa Tereza pode ter surgido em homenagem a Santa Teresa D’Ávila, uma das padroeiras da igreja do bairro. As outras hipóteses são as inspirações no bairro carioca com o mesmo nome e na sugestão de moradores para que o nome Santa Tereza fosse colocado no letreiro do bonde que ia para o bairro.

Chegamos ao Sagrada Família. Se você passou pela rua João Gualberto Filho e se perguntou quem pode ter sido ele, saiba que esse nome está ligado a origem do bairro. O loteamento das vilas Maria Brasilina, Mauá e São João, da fazenda que pertencia ao coronel João Gualberto Filho, é o bairro hoje. As moradias eram ocupadas, em sua maioria, por operários da indústria.

João Gualberto Filho deu origem ao bairro Sagrada Família

A falta de espaço para tanta gente em barracos tão pequenos e o crescimento das vilas fez com que os vizinhos se unissem a tal ponto de formarem uma ‘sagrada família’. Essa seria uma versão para o nome do bairro.

No nosso próximo post você vai conhecer a estória de outros bairros da região Leste de BH. Não perca essa viagem!