Conheça Capitólio, um dos destinos turísticos mais famosos do País

Com esse calorão que tem feito nos últimos dias, muita gente só pensa em uma coisa: PRAIA. Dizem que Minas não tem mar, mas essa semana eu quero contar para vocês que eu conheço o mar mineiro (com algumas redefinições, claro). Sim, é isso mesmo que você leu, mar mineiro, e tenho imagens que podem provar. Ah, e ele não fica tão longe assim quanto você deve imaginar. O mar mineiro, meus amigos, fica em Capitólio. Vocês já ouviram falar desse cantinho que é mais uma joia do nosso estado?

Capitólio está a cerca de 280 km da capital, é uma cidadezinha charmosa de menos de 10 mil habitantes. A melhor maneira de visitar é de carro próprio, isso porque a maioria das atrações está longe do centro. Para fazer os passeios você pode contar também com o auxílio de agências locais.

Mas porque Capitólio ganhou essa fama e apelido? Vamos lá, a cidade é banhada pelo Lago de Furnas. Ele é artificial, tem 1.440 km² e foi projetado para servir de reservatório da represa da Hidrelétrica de Furnas. Mas aí viemos nós, mineiros, e enxergamos nesse cenário a oportunidade perfeita que precisávamos para fazer o nosso próprio mar (porque não?), já que não fomos agraciados por essa maravilha da natureza.

Todas as atividades da cidade estão voltadas para o ecoturismo, passeios de lancha no lago, trilhas nas cachoeiras e mirantes de tirar o fôlego (mostrei tudo no youtube). A atração mais famosa é a bordo de lanchas no Lago de Furnas. O ponto de saída fica na ponte do Turvo, a 23 km do centro da cidade. Após algumas horas de mergulhos, passeios pelos canyons, bares flutuantes e paisagens exuberantes, você pode fazer uma pausa para o almoço em um dos restaurantes mais famosos da cidade que fica próximo ao ponto de embarque dos passeios e comer uma pizzada, uma espécie de pizza que tem como base uma traíra desossada.

 Lá perto também está o famoso Mirante dos Canyons, que desde 2019 passou a cobrar R$20,00 de entrada. Você fará uma trilha curta e tranquila e terá uma linda visão do lago verdinho cercado por imensas rochas. A região tem inúmeras cachoeiras, algumas com acesso gratuito, outras que cobram entrada. O cardápio é variado, extenso e agrada a todos os públicos.

Para se hospedar não vão faltar opções de todos os níveis, desde um apartamento no centro da cidade (a opção que escolhi) a hotéis e pousadas e casas de luxo no condomínio Escarpas do Lago. A cidade tem muitos bares e restaurantes e feirinha de artesanato.

Algumas informações importantes: se puder, evite feriados prolongados.Nessas épocas, a cidade fica lotada, os passeios e hotéis podem ficar mais caros e você certamente encontrará as cachoeiras cheias e filas para comer nos restaurantes mais famosos. Segundo ponto, leve dinheiro em espécie. Quando viajei para Capitólio, não havia agências bancárias na cidade e o caixa eletrônico 24 horas tinha sido alvo de criminosos, ou seja, não havia como sacar dinheiro.

Tá certo que a maioria dos estabelecimentos aceitava cartão de crédito, mas o sinal de internet era muito ruim. Há postos de pedágio no caminho de Belo Horizonte para lá, mais um motivo para levar dinheiro. Viu a parte da internet, né? O sinal de telefone é péssimo, encare como um retiro, um detox de redes sociais.

Por tudo isso, Capitólio tem se tornado um dos destinos turísticos mais famosos do nosso país, encontrei gente de todos os cantos por lá. Considere ficar, no mínimo, 3 dias, para aproveitar as atrações e ficar com aquele gostinho de quero mais.

Para conhecer mais sobre essa maravilha e ver minhas aventuras por lá, tem um vídeo completinho no meu canal, acesse www.youtube.com/omundoelogoali