De novo: poeira ainda dá trabalho para moradores do bairro Paraíso

Há quase um ano, em outubro, o Radar Leste BH, mostrou o drama de quem vive perto do campo de futebol do Paraíso Esporte Clube. Foi só cortar os eucaliptos que amenizavam a ventania em torno da área que a poeira passou a ser rotina na casa dos moradores.

Como mostra na reportagem que fizemos, a Prefeitura de Belo Horizonte prometeu enviar técnicos para avaliar a situação do poeirão no local. Mas, segundo o morador Glayson Barbosa, de lá pra cá a situação só piorou. Olhem só o vídeo que ele fez da casa dele depois da chuva com rajada de ventos que caiu na cidade, na última semana.

Retorno da Prefeitura

A Prefeitura de Belo Horizonte informa que os campos são terrenos privados. A Superintendência de Desenvolvimento da Capital esclarece que os eucaliptos que haviam no local foram suprimidos após vistoria solicitada pela comunidade.
A vistoria constatou que as árvores estavam em risco de queda, inclusive de cair sobre residências próximas, e, portanto, foi necessário executar a supressão.
Durante a vistoria, foi informado ao solicitante que o proprietário da área pode fazer o replantio de árvores no entorno do campo.
A Prefeitura esclarece ainda que a responsabilidade por mitigar impactos da poeira em seus arredores é do proprietário do campo, não cabendo à administração municipal qualquer ação de fiscalização ou intervenção neste caso.

Retorno da Fundação Benjamin Guimarães

A Fundação Benjamin Guimarães informa que há mais de 25 anos esse campo e os outros dois estão sob a responsabilidade da Associação Esportiva Saudade e da Real Pompéia Esporte Clube desde. Na ocasião foi assinado um contrato de empréstimo gratuito entre os envolvidos. A entidade ressalta que irá notificar as duas associações, para que um acordo seja estabelecido com os moradores o mais brevemente possível.

Imagem em destaque e vídeo: Glayson Barbosa.