Fique alerta: não exponha sua segurança a riscos desnecessários

Devemos diminuir a nossa exposição a riscos desnecessários, limitando o nosso papel de alvo principal. Para isto não devemos cair na rotina de nossa vida. Como os marginais planejam suas ações? Eles primeiro verificam como é o seu comportamento: desleixado ou atento? Se for atento, dificilmente ele irá te atacar ou pelo menos diminuirá esta possibilidade, preferirá outro. Por exemplo: se o seu veículo não tem nenhum dispositivo de segurança como um alarme, o ladrão de veículo irá preferir a outro que o tenha. É muito óbvio.

Quando começamos a nos preocupar com a nossa segurança e, conhecendo algumas atitudes positivas que podemos tomar, tudo fica mais difícil para aquele que quer nos ameaçar. Se todos os dias eu saio de casa às seis da manhã para fazer uma caminhada, este horário seria o ideal para quem observa me atacar. No entanto, se eu mudo o horário todos os dias, como o marginal irá fazer um planejamento se eu não tenho uma rotina?

Devemos ser metódicos no cumprimento das normas de segurança. Por exemplo, não ande com grandes quantias de dinheiro. Caso precise sacar uma grande quantidade e não haja outra alternativa, procure fazê-lo com segurança. Avise ao seu gerente e receba a quantia em local reservado no banco e de preferência esteja acompanhado de pessoas em quem confia, pois isto tornará a sua abordagem ainda mais difícil. Essa atitude é muito comum entre empreiteiros de obra que pagam seus funcionários em dinheiro vivo. De qualquer jeito será considerado um alvo, mesmo tomando todos os cuidados necessários. Faça transferências bancarias. É uma atitude segura!

Desconfie. Você não pode deixar de observar pessoas paradas perto da sua casa. Elas ficam batendo papo, imóveis, encostadas em um poste, muro, próximo ao portão da sua residência. O que será que eles estão fazendo ali? Aguardam algum vizinho? Alguém os conhece? Ou somente estão esperando uma oportunidade? Não entre e nem saia de casa se observar algumas pessoas paradas, próximas ao portão de sua garagem.

Para sair ou chegar será necessário parar o carro, mesmo que por alguns segundos, no caso de portões eletrônicos. No portão comum terá de descer do carro e se a intenção destas pessoas é a abordagem não tem melhor momento, você estará indefeso. O pior é que podem entrar em sua residência e fazer toda a família refém. O que vai acontecer lá dentro ninguém sabe. Por isso é importante estes cuidados e não darmos chance para que alguma coisa mais grave venha ocorrer.

É sempre bom manter um relacionamento com os vizinhos, verificar o que está acontecendo no bairro e assim todos se previnem. Esse relacionamento pode frustrar uma tentativa de roubo já que um estará sempre preocupado com a integridade física e patrimonial do outro e, em qualquer anormalidade, a Polícia pode ser acionada.

 @elsonmatosdacosta