Mesmo sem ser obrigada, idosa da Leste faz questão de votar

Cresce o número de eleitores idosos no Brasil. Em Minas Gerais eles são 20% do eleitorado do País, o maior percentual já registrado desde 1992, ano em que se começou a fazer a medição. No Estado, de 2018 até hoje, o aumento foi de mais de 160 mil eleitores idosos. A tendência é resultado do envelhecimento da população.

 

Dona Maria Auxiliadora dá lição de cidadania.

A aposentada Maria Auxiliadora Greco tem 87 anos e mora no bairro Esplanada. Ela faz questão de votar em todas as eleições. Há 17 anos o voto para ela não é mais obrigatório, mas a aposentada diz que vai votar sempre, enquanto tiver saúde e disposição. “Votar é um dever do cidadão. É participar de um processo de escolha, com confiança e esperança”, diz. “Se eu estou com saúde, por que não exercer esse direito?”, completa.

 

NÚMEROS TRE – MG

O número de eleitores com mais de 70 anos, cujo voto é facultativo, aumentou: em Minas Gerais: são 1.685.026 (10,6%), contra 1.523.084 eleitores em 2018 (9,7% do total daquele ano), e 1.421.105 em 2016 (9,05%).

Por serem do grupo de risco do novo coronavírus, idosos devem se lembrar de irem protegidos ao local de votação. O TRE-MG esclarece que não é verdadeira a informação que circula nas redes sociais e aplicativos de mensagem sobre o horário das 7h às 10h ser exclusivo para idosos. Essa faixa de horário será apenas preferencial para eleitores a partir dos 60 anos.