Minas Gerais é o estado do Brasil que mais cresce no turismo

A Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) coloca Minas com o melhor desempenho nacional no Índice de Atividades Turísticas (Iatur).
Entre maio e junho deste ano, o Estado apresentou crescimento de 19,7% nas atividades do setor. O índice de Minas é o maior do País e também, acima da média nacional, que teve crescimento de 11,9% no período. Estão em segundo e terceiro lugares no Iatur o Ceará, com 16,7%, e o Distrito Federal, que acumulou 14,4% das atividades turísticas.

Incentivo

“Minas Gerais concentra grandes atrativos turísticos dentro das tendências de turismo pós-pandemia, para todos os perfis de visitantes. As festas da cozinha mineira, dos produtos do campo, tradicionais e contemporâneos, bem como o sertão e outros atrativos. Nosso estado concentra 62% do patrimônio nacional, é um destino seguro e guarda cachoeiras e parques bem cuidados. E ainda destaco o afeto de nossa gente, com o modo de receber dos mineiros, que nos coloca entre os dez destinos mais acolhedores do mundo pela plataforma Booking”, enfatiza o secretário de Cultura e Turismo de Minas Gerais, Leônidas Oliveira.

 Pesquisa

O Índice de Atividades Turísticas (Iatur) é obtido por meio do agrupamento de classes agregadas (compostas por atividades econômicas dentro da Classificação Nacional de Atividades Econômicas – CNAE). São elas: agências de viagens e operadoras turísticas; alojamento e alimentação; locação de automóveis sem condutor; serviços culturais, desportivos, de recreação e lazer; transportes turísticos.
A Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) do IBGE produz indicadores que permitem acompanhar o comportamento conjuntural do setor de serviços no país, investigando a receita bruta de serviços nas empresas formalmente constituídas, com 20 ou mais pessoas ocupadas, que desempenham como principal atividade um serviço não financeiro, excluídas as áreas de saúde e educação.

Mais informações sobre a iniciativa estão disponíveis neste link.

Fonte: Agência Minas.

Imagem em destaque: Agência Minas.