Não dá mais: usuários denunciam precariedade da linha 9030

Olhe só o flagrante que o líder comunitário do bairro Castanheiras, o Wellington Lúcio, fez. É do ônibus 9030 Castanheira-BH.

Segundo Wellington, o ônibus demora a passar e há casos de atrasos que chegam a duas horas. Outro problema: a linha passa pelo município de Sabará e lá o percurso é feito em estrada de terra. “Isso atrasa as viagens e piora quando chove porque o percurso é todo feito na lama. E quando o tempo de estiagem é um poeirão só”, denuncia.

O líder comunitário conta que enviou ofícios pedindo providências à BHTrans, pediu ajuda ao represente da CRTT (Comissão Regional de Transportes e Trânsito ) para que levasse o problema à empresa gestora do trânsito.

O que diz a BHTRANS

A BHTRANS informa que monisora sistematicamente a operação da linha 9030, bem como as condições do itinerário, determina a operação com dois pontos finais a fim de garantir o atendimento às comunidades impactadas. A operação com dois pontos finais vem ocorrendo de maneira intermitente, dependendo das chuvas e condições de circulação, desde o final de dezembro/2021.

Com relação à questão da pista de terra da Estrada de Nova Lima, que fica no município de Sabará, a BHTRANS não só tem ciência como vem acompanhado a situação tendo, inclusive, acionado outros órgãos para os encaminhamentos da solução do problema, o que ainda não ocorreu.

É importante que os usuários registrem as solicitações e reclamações sobre o transporte coletivo no portal da Prefeitura (https://servicos.pbh.gov.br/servicos) ou pelo aplicativo PBH APP.

O Radar Leste BH aguarda o posicionamento da empresa Saritur.

Foto e vídeo em destaque: Wellington Lúcio.