Nova modalidade de crime na Leste: furto de lixeiras das calçadas!

Mais uma modalidade de crime assusta e preocupa quem vive na Leste. Bandidos estão arrancando as lixeiras do bairro Santa Inês. E há relatos da mesma triste situação no Santa Lúcia e Boa Vista. Os moradores acreditam que o material furtado seja vendido nos ferros velhos da região e o dinheiro, usado pelos suspeitos para sustentar o vício em drogas.

O que mais impressiona é a audácia dos criminosos. Agem em plena luz do dia. Quando confirmam que não há ninguém na rua balançam a estrutura de metal com força até que fique bamba e se solte. E em seguida vão embora como se nada tivesse acontecido. Confira nessas imagens.

Acabou o sossego de quem tem lixeira na porta de casa. É o caso da Débora Xavier Quintão. Ela já viu os suspeitos rondando a rua onde mora e pouco depois teve a lixeira levada na rua Planura,. “Eles se passam por catadores de papel, mas na verdade são criminosos. Podem ser até usuários de droga”, denuncia.

As ruas do Santa Inês têm lixeiras em quase todas as casas. Com os furtos, o lixo agora é depositado nas calçadas, o que tem atraído o aparecimento de ratos e baratas nas casas.

Resposta do 16º Batalhão da Polícia Militar

A Polícia Militar informa que realiza no bairro Santa Inês, diuturnamente, patrulhamento preventivo ordinário orientado estatisticamente. Inclusive com reforço no período da madrugada, em face dos reflexos advindos do isolamento social.

Esclarece ainda que, em relação aos furtos das lixeiras, ocorridos no bairro Santa Inês, intensificará o policiamento e abordagens no local, bem como, serão feitas diligências e operações policiais para a identificação e prisão dos autores. Eventuais denúncias ou situações de emergência podem ser encaminhadas pelos telefones 190 (emergência policial) e 181 (disque-denúncia).