Novembro azul: prevenção e diagnóstico contra o câncer de próstata

Estamos no Novembro Azul, mês dedicado à campanha contra o câncer de próstata. O doutor Rodrigo de Carvalho Costa, urologista da Santa Casa BH, alerta para a importância da realização de consultas e exames de rotina. O doutor orienta sobre como manter hábitos que promovam a saúde e o bem-estar dos homens.

Doutor Rodrigo tem informações importantes para os homens. Foto SCBH

Radar Leste BH – Quando surgiu o Novembro Azul e qual é a importância desta campanha?

A ideia do Novembro Azul surgiu em Melbourne – Austrália em 2003 quando dois amigos decidiram deixar seus bigodes crescerem, e assim chamar atenção para a saúde dos homens e para o câncer de próstata. O mês de novembro foi o escolhido porque no dia 17 de Novembro comemora-se o Dia Mundial do Combate ao Câncer de Próstata. Hoje a campanha, já conhecida mundialmente, tem como objetivo incentivar os homens a realizar o exame preventivo, tentando amenizar o preconceito e o medo que foi criado pela falta de estímulo e até mesmo do pouco conhecimento.

Radar Leste BH – Procurar auxílio médico, realizar exames de rotina e fazer o exame de toque, se for necessário, são as recomendações médicas para os homens a partir de qual idade?

Desde setembro de 2018 a Sociedade Brasileira de Urologia iniciou uma ação chamada “Vem pro Uro” para conscientização de adolescentes a procurarem o médico urologista como consulta de rotina para cuidados preventivos.

Radar Leste BH – Com relação ao diagnóstico precoce do câncer de próstata há alguma idade recomendada? Homens da raça negra devem ir antes?

Em relação à prevenção para o câncer de próstata, a sociedade brasileira de urologia recomenda que homens procurem o urologista quando completarem 50 anos, já aqueles com maiores riscos, como idade, raça negra, obesos e com história familiar de câncer, com 45 anos.

Radar Leste BH – Na fase inicial, o câncer de próstata evolui de forma silenciosa? O paciente deve estar atento a quais sinais?

Sim, o câncer que acomete a próstata em seus estágios iniciais podem não apresentar nenhum sintoma. Por isso, a prevenção é muito importante. Nos casos mais avançados podem estar presentes sintomas de dor e dificuldade para urinar e dor nos ossos.

Radar Leste BH – Hábitos saudáveis e dieta equilibrada são benéficos para diminuir o risco desse e de outros tipos de câncer?

Sem sombra de dúvidas, mais do que nunca os bons hábitos como alimentação saudável e atividades físicas são muito importantes para diminuir os riscos de câncer. Além de evitar o tabagismo e consumo excessivo de bebidas alcoólicas.

Radar Leste BH – A pandemia do coronavírus teve como consequência uma queda no número de consultas dos homens ao urologista?

Nos primeiros 60 dias de isolamento social foi possível perceber uma queda importante das consultas, algo aproximado de 50% a 70%. Após este período de medo e insegurança os pacientes foram retornando a uma rotina de consultas com todos o cuidados possíveis. Hoje já temos um retorno de consulta além do normal, com agendas lotadas com muitos encaixes.

– O senhor tem dados sobre o câncer de próstata no Brasil?

No Brasil o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens (atrás apenas do câncer de pele não-melanoma). Estimativa de mais de 65 mil novos casos para o próximo ano e aproximadamente 15 mil mortes pela doença. Dessa forma, precisamos dar força à campanha Novembro Azul e conseguir que ela chegue trazendo informações corretas a maior quantidade de pessoas possível.