O que você está escolhendo viver?

O que é viver para você? Será apenas o cotidiano com todos afazeres diários, trabalho, família, compras, passeios, planos para o futuro seu e dos filhos ou daqueles que fazem parte da sua vida?

Já parou para pensar o que viemos fazer nesse planeta? Por que estamos aqui? Será que viemos para tantos afazeres, amores, ter tantas emoções, sentimentos, pensamentos, que nos elevam ou rebaixam, às vezes sofrimentos e depois ir embora daqui sem levar nada e ninguém conosco?

Por que não nos costumamos olhar para essa realidade? Parece que vivemos negando tudo isso, sem perceber que estamos negando a nós mesmos, a própria vida e parece que fazemos um tanto de coisas para não ter que entrar em contato com o que é o viver na verdade.

Aquilo que não conhecemos nos assombra, trás medos e incertezas, no entanto quando buscamos conhecer a realidade dos fatos e coisas, acabam nossos medos e incertezas. Mesmo sabendo disso, parece que é difícil aplicarmos isso à nossa vida. No entanto, pense comigo: se você não olhar para você, para sua vida, quem vai fazer isso por você? Se eu viver tentando agradar os outros e esquecer de mim, quem vai ser capaz de me agradar? Só eu posso viver minha vida, só eu posso me fazer feliz, ou não. Nada e ninguém tem esse poder sobre nós, se não dermos permissão. Nossa vida está em nossas mãos.

Não podemos viver fazendo o que os outros falam que é bom porque pode ser bom para eles, mas e para mim, o que na verdade é bom para mim? Como saber o que é o certo e o que é errado para mim? O que é bom ou certo para mim só eu posso saber, para isso é preciso olhar para mim mesmo, para meu lado luz e meu lado sombra para poder aprender discernir o que é bom e certo para mim. Todas as respostas estão em mim.

Posso e devo buscar ajuda para me compreender, onde para mim parece ser o lugar onde posso encontrar essa ajuda, seja na literatura, ajuda profissional, espiritualidade. Essa ajuda vai me permitir perceber que a minha verdade está em mim, só eu posso acessar esse lugar interno.

Eu li em algum lugar que na fase adulta nosso corpo tem o mesmo percentual de água do planeta onde vivemos, isso parece estar querendo nos mostrar que fazemos parte de um todo muito maior, que não existe acaso, ou seja, não estamos aqui por acaso.

Imagem em destaque: StockSnap por Pixabay.