Pode Falar; surge novo canal de ajuda virtual para jovens e adolescentes

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) lançou um novo canal de ajuda virtual em saúde mental e bem-estar para adolescentes e jovens de 13 a 24 anos. O Pode Falar foi criado em parceria com diversas organizações da sociedade civil e empresas com expertise na área.  Funciona de forma anônima e gratuita por meio de um chatbot que pode ser acessado no site podefalar.org.br.

Canal de ajuda para jovens e adolescentes. Marco Wolf por Pixabay

Enquete realizada em setembro de 2020, com adolescentes principalmente entre 15 e 19 anos, o UNICEF constatou que 72% dos respondentes sentiu necessidade de pedir ajuda em relação ao bem-estar físico e mental durante a quarentena. Entretanto, 41% não recorreu a ninguém. Além disso, 46% disse que estava mais pessimista do que antes da pandemia, e 80% disse haver tido sentimentos negativos nos últimos dias, como depressão, ansiedade e preocupação.

A iniciativa está dividida em três sessões principais. Na primeira sessão, “Quero me cuidar”, os usuários que acessarem o canal poderão receber vídeos, guias e manuais com orientação para o autocuidado. A segunda sessão, “Quero me inspirar”, permite participar de um processo colaborativo entre pares de dicas sobre como ficar bem; na terceira, “Quero falar”, adolescentes podem receber atendimento humano de escuta qualificada, oferecido por organizações parceiras. O atendimento de escuta individual funciona em regime de plantão, em um processo simplificado de encaminhamento, conectado com as plataformas da instituição parceira responsável pelo atendimento.

Fonte: Unicef.