Portão aberto sem necessidade facilita a ação de marginais

“Assaltante atira no peito de homem de 83 anos depois de render empregada e invadir casa com ajuda de comparsa. A dupla fugiu. O assassinato foi no início da manhã. Dois rapazes renderam a empregada do lado de fora da casa, quando ela limpava a calçada, e a fizeram abrir o portão da residência. Assim que a dupla entrou, o idoso deixou de lado a revista de palavras cruzadas que o entretinha e perguntou o que os dois homens faziam ali. Um dos dois homens atirou contra o peito do idoso, sem pronunciar nenhuma palavra, logo depois de ele questionar a presença da dupla”. Fonte: Jornal Estado de Mminas – Sexta-feira, 20/01/2017

Os marginais aproveitaram-se do momento em que a faxina estava sendo feita no passeio e encontraram a facilidade do portão estar aberto, rendendo a funcionaria e entrando na residência. Infelizmente ocorreu a morte de uma pessoa dentro da casa. A lição que tiramos deste caso é que determinadas atitudes facilitam o trabalho criminoso e para isto não devemos facilitar.

Portão só fica aberto para a passagem de moradores e pessoas autorizadas a entrar e imediatamente deve ser fechado. Se o funcionário responsável pela faxina for colocar o lixo do lado de foras ou mesmo varrer o passeio, o portão será fechado até que ela volte. Enquanto a pessoa estiver do lado de fora fazendo o seu serviço, se o portão estiver aberto irá facilitar a entrada de alguém não autorizado. E este intruso poderá praticar o crime como no início do texto foi relatado.

A chave do portão não poderá estar com o funcionário da faxina, ao retornar para dentro da casa ele tocara a campainha e ao ser visto pela câmera interna, sozinho, o portão será aberto.Quando alguém nos chama pelo vídeo porteiro, é possível verificar se realmente é alguém que estamos esperando, dificultando, portanto a entrada de pessoa com má índole e pode aproveitar da inocência do morador.

Para que fatos como o relatado no início não venham a acontecer, essas providências, simples, resguardam muito tudo o que diz respeito a segurança residencial. Assim, um portão aberto por um tempo mais do que necessário facilita a ação de marginais. Estes ficam observando e estudando o local onde pretendem invadir e após detectarem falhas nos procedimentos, utilizam isto a seu favor.

Por isto que as normas instituídas no condomínio tentam fechar todas as “portas abertas”, ou seja, a insegurança nos procedimentos, e precisam ser seguidas para que não tenhamos o desprazer de nos tornarmos mais uma vítima nesta selva de pedra em que vivemos. Agora, se não seguirmos as normas de procedimentos de segurança feitas para aquele condomínio, colocamos a nossa segurança em perigo.

Ela não foi pensada para que apenas o porteiro a siga, mas todos que ali frequentam, como moradores, visitantes ou profissionais que prestam algum serviço. O fato acontecido neste condomínio em Nova Lima serve como exemplo para que não deixemos ocorrer em nosso lar.

Instagram: @elsonmatosdacosta