Projeto criado no São Geraldo leva saúde e acolhimento à população

Uma ação social que começou no bairro São Geraldo, em 2012, ganhou a região Leste, outros bairros da capital e já atendeu gratuitamente cerca de 20 mil pessoas. É o projeto social Bate Coração. Voltado para principalmente para atividades nas áreas da saúde, conta 30 voluntários de áreas diversas. Entre eles, o vigilante e coordenador Juliano Pereira de Souza.

Segundo Juliano, o Bate Coração atua em algumas frentes de promoção social. Uma delas é a Blitz da Saúde. Em parceria com centros de saúde, o projeto fica sabendo das necessidades dos pacientes. As assistentes sociais dos postos indicam quem precisa de equipamentos de recuperação, como cadeiras de roda e de banho, bengalas e muletas, por exemplo. E o grupo entra em ação. “Até o momento já fizemos mais de 4 mil empréstimos. A Blitz da Saúde também afere pressão, checa o índice de glicemia…tudo feito por profissionais capacitados e sem custo , nenhum”, garante.

A Blitz da Saúde segue os parâmetros sanitários. Foto Juliano

A Farmacinha Solidária é outra área de atuação do grupo. Funciona em um espaço cedido pela Paróquia São Geraldo. Quando o medicamento não está disponível no centro de saúde ou quando o paciente não tem recursos para comprá-lo, é fornecido sem custo algum. Os remédios são doados pela indústria farmacêutica e, para retirá-los, só com a receita médica!

Expansão do atendimento

O Bate Coração também oferece cursos profissionalizantes, com indicação dos formandos para parceiros com vagas de trabalho disponíveis. São fornecidas em média 10 cestas básicas por semana. Há também assessoria psicológica, farmacêutica e em outras áreas. O grupo também desenvolve ações extras em datas comemorativas como dias das Crianças, das Mães, dos Pais e Natal.

Essas atividades foram bastante comprometidas pela pandemia do coronavírus, mas a ceia de natalina dos moradores em situação de rua está garantida. “E a entrega dos presentes no lar dos idosos Nossa Senhora da Saúde, no bairro São Geraldo, e no Recanto Dona Zira, no Alto Vera Cruz, também serão feitas”, afirma Juliano.

Juliano cuidando do morador de rua. Foto Juliano

O Bate Coração foi criado por John Marcos, o Jonny Farmacêutico. E os voluntários estão sempre com o pensamento em ampliar cada vez mais a qualidade e a quantidade de atendimentos. “Um dos nossos planos e ter uma sede própria, com uma clínica médica popular, onde os usuários possam ter acesso a especialidades médicas e odontológicas a preços justos”, sonha Júlio.

Gostou do projeto, quer ser um voluntário ou contribuir para que o Bate Coração faça o bem a mais pessoas? Faça conato com o Juliano pelo (31)98664-3274.