Rapper da Leste foi o último artista a se apresentar com Elza Soares

Foi com o cantor, rapper e compositor Flávio Renegado, do bairro Alto Vera Cruz, que Elza Soares fez o último show, em dezembro passado, no Pará. Renegado dividiu com o Radar Leste BH um pouco da conexão que tinha com a artista que veio do planeta fome e alimentou o mundo com seu canto e força de viver.

– Radar Leste BH: Renegado, você foi o último artista a se apresentar ao lado de Elza Soares? Como foi o show? Qual emoção você vai guardar desse encontro?

Sim, tive a felicidade de levar ao lado de Elza a nossa #OndaNegra para o publico presencial em Belém último dia 19 de dezembro. Fizemos um show memorável! Ela estava muito feliz em reencontrar do publico, foi uma catarse coletiva. Vou aguardar a conexão e a resistência dos povos originários e quilombolas, afinados em um só corro, em uma só luta. A luta pela vida.

– Radar Leste BH: Elza e você não tinham apenas uma parceria musical. Vocês foram amigos? Quais lembranças e lições de Elza você leva para a vida?

Tivemos uma conexão verdadeiramente humana, fomos amigos de trabalho, e construímos uma cumplicidade para a vida. Ela é a minha amiga, professora, minha religião. Elza me ensinou a me amar novamente, a nunca mais deixar que calem a minha voz e que devemos cantar até o final.

– Radar Leste BH: como qualificar essa facilidade que Elza Soares tinha de ‘passear’ por todos os estilos musicais, inclusive pelo seu, Renegado?

Elza é a própria liberdade, sem fronteiras, sem tempo e sem espaço, apenas voz, amor e luta. A mulher preta pode tudo o que ela quiser.

– Radar Leste BH: o que as mulheres negras, vítimas de violência e marginalizadas podem aprender com Elza Soares?

O que elas quiserem. Esse não é o meu lugar de fala, mas sim, o meu lugar de escuta. Sigo ouvindo e aprendendo com a voz do milênio.

Elza Soares morreu no dia 20 de janeiro e tinha muitos vínculos com a nossa terra. Era filha de pai e mãe mineiros. Em 2019 recebeu o título de Cidadã Honorária, da Câmara de Vereadores de Belo Horizontes.