Roubo de armas e munição: por que esse tipo de crime ficou tão comum?

Na região metropolitana de Belo Horizonte, segunda-feira do dia 14, em Igarapé um caminhão carregado com armas e munições foi abordado por criminosos que renderam o motorista e ajudante e a carga roubada. Logo depois a PM conseguiu localizar o veículo bem como uma camioneta com as armas na região da cidade de Claudio e libertando os dois profissionais. Os criminosos conseguiram fugir embrenhando em uma mata. As armas e munições roubadas foram resgatadas pela PM, sendo estas oriundas da fábrica Taurus.

Nesta mesma semana, uma empresa de segurança em BH, localizada no bairro Calafate foi alvo de criminosos que conseguiram entrar e furtar 18 armas, entre escopetas e revólveres. O funcionário ao chegar logo de manhã, notou o cofre violado e os cadeados arrombados.

Com o aumento da compra de armas pelos brasileiros, sendo que as regras foram afrouxadas um outro problema começou a aparecer de repente. Mais e mais cargas transportando estes armamentos fazem a entrega em diversas unidades da federação no Pais, facilitando o ataque de criminosos que desta forma se armam cada vez mais.

Da mesma forma, empresas de segurança que guardam dezenas de armas e munições se preocupam muito pouco com a segurança onde estas estejam guardadas. Qualquer um pode entrar e ali, tranquilamente furtar um bem muito precioso, principalmente no mundo do crime onde será vendido. É o que se depreende no furto ocorrido no bairro Calafate, os marginais puderam entrar tranquilamente sem nenhum tipo de dificuldade ou obstáculo.

Os profissionais que transportam estas cargas são pessoas de extrema confiança? Possuem algum tipo de treinamento ou como devem proceder já que existe uma grande probabilidade de serem abordados? Como o criminoso descobre que aquela carga é de armas/munições? Existe alguém repassando estas informações do transporte de armas aos criminosos? Empresas de segurança possuem segurança física ou pelo menos eletrônica onde ficam os cofres armazenando armas? Estas providências funcionam?Existe alguma regulamentação da Polícia Federal, responsável pela fiscalização deste tipo de serviço, relacionado a segurança efetiva de seus prédios e transporte de armas?

Pelas dúvidas que tenho me parece que ficou fácil armar os criminosos para que estes tenham condições de enfrentar as forças de segurança quando em um confronto. Tenho muito mais dúvidas do que certezas sobre este assunto, algo precisa ser refeito para que estes fatos não se tornem corriqueiros, facilitando a entrega de armamentos aos criminosos o que somente trará insegurança à população.

No ataque ao caminhão de armas e munições em Igarapé, com certeza o motorista acionou a segurança da empresa que comunicou a PM, sendo que esta agiu rápido e conseguiu fazer a apreensão dos produtos roubados. No prédio da empresa de segurança parece que o sistema de segurança foi burlado facilmente. É uma das preocupações atuais relativas a segurança no que diz ao transporte de armas de fogo, bem como o armazenamento destes produtos, que devem ser reforçados e melhorados para que não se torne uma constante.

@elsonmatosdacosta – PodPolícia (Youtube, Spotify, Apple Podcast)  

Fontes:

itatiaia.com.br

em.com.br