Roubos em condomínio: você sabe o que fazer para evitar?

Recentemente, no Bairro Belvedere, por um descuido da portaria de um prédio, dois homens conseguiram acesso a um dos apartamentos, onde entraram após quebrar uma das portas. Ali encontraram uma mãe e dois filhos adolescentes os quais foram mantidos presos enquanto os marginais vasculhavam o local. Os momentos de terror duraram cerca de uma hora e meia. A família, além do medo pelo qual passaram, reféns sem saber o que viria depois, tiveram vários objetos roubados.

Por que estes fatos ocorrem ainda nos condomínios? O profissional que trabalha na portaria de um prédio deve ficar sempre alerta para golpes que ocorrem desta forma de maneira sistemática. Basta, caso não conheça a pessoa que se apresenta como morador, checar na lista de quem se trata e pedindo a apresentação de um documento. É uma obrigação para não colocar os moradores em risco. As normas de segurança que obrigatoriamente devem constar das obrigações da portaria devem ser seguidas à risca, mesmo que o morador não goste de ter a sua entrada atrasada por causa desta burocracia. Ela, a burocracia, foi pensada exatamente por causa da segurança de todos que ali habitam.

Quando se redige uma norma de segurança por um profissional capacitado, é pelo simples motivo de que no passado, às vezes, não muito distante, alguém aproveitando de falhas na segurança conseguiu entrar e praticar um crime em locais cheios de equipamentos tecnológicos, por uma simples falha humana. Falhas estas que muitas vezes ocorrem também por causa dos próprios moradores que acabam intimidando aqueles que trabalham dia e noite na portaria tentando manter os seus empregadores longe da criminalidade, pelo menos ali dentro do imóvel.

É por causa disto, que muitos profissionais que trabalham na portaria, quando defrontam com as normas de segurança um morador que não quer seguir o que foi determinado, é ameaçado de perder o emprego, facilitando assim, em uma próxima vez, que um marginal faça a mesma coisa e tenha  seu acesso facilitado. O Agente de Portaria deve estar blindado pelo síndico nestas situações onde as normas devem ser cumpridas por todos.

Ninguém pode entrar na casa de outras pessoas sem autorização. Mesmo que cause a princípio um constrangimento na pessoa que está querendo o acesso, normas devem ser seguidas para não trazer um desconforto ainda maior a todos que moram naquele local. Imagine o que a mãe e seus filhos passaram neste caso do Belvedere. Os moradores devem entender todas as normas de segurança do condomínio e ajudar na segurança para que não se tornem mais uma vítima.   

@elsonmatosdacosta

Fonte: noticias.r7.com