Você é a pessoa mais importante da sua vida: se cuide!

A vida é também feita de escolhas, e toda escolha tem consequências e perdas que podem trazer danos emocionais, físicos, psicológicos e mentais, mas nem sempre estamos atentos a isso. Muitas vezes é preciso aparecer um sintoma para nos despertar do sono profundo que estamos vivendo. 

As escolhas que foram feitas, não tem como voltar atrás e refazê-las. O que está feito está feito, não tem como desmanchar, mas temos como fazer novas escolhas para ter novos resultados. Continuar fazendo as mesmas coisas que nos trouxeram adoecimentos e querer ter novos resultados não é uma escolha viável, ou seja, sabemos que precisamos mudar, mas continuamos a fazer do mesmo jeito. Observe que a vida dá um jeito de nos dar uma chance de mudança, mas nem sempre a fazemos e as consequências são danosas para nós mesmos. 

A paz interna trás saúde para sua mente e vai trazer saúde para o seu corpo. A paz interna é um processo a ser buscado diariamente, de muitas formas diferentes, e uma dessas formas que pode te ajudar a ir despertando para sua realidade interna é a terapia. O processo terapêutico demanda tempo, não acontece num passe de mágica. A terapia precisa ser uma escolha consciente onde você se propõe e se dispõe a investir em você, a ir aos poucos, dentro do seu possível, encontrando-se. Autoconhecimento e auto aceitação são trabalho para a vida toda. Muitas vezes leva-se muito tempo, alguns levam anos para realmente entrar verdadeiramente no processo terapêutico interno. Por isso precisa ser constante, precisa ser uma escolha e não apenas uma busca súbita para resolver uma questão como se tomasse um comprimido para dor de cabeça.  

É imprescindível conhecer a causas, as partes internas que todos temos e o que essas partes estão falando comigo, o que elas querem me mostrar de mim, que eu ainda não percebi, e a partir daí ser possível o processo da mudança interna. Inclusive conhecer que parte de mim é essa que continua fazendo as mesmas escolhas que me adoecem física, emocional, mental e espiritualmente. Olhar para essas partes com cuidado, com acolhimento e compaixão, porque fazem parte de nós e muitas vezes fazem sintomas como forma de nos chamar a atenção para o cuidado com nós mesmos, para as escolhas e as mudanças reais que precisamos fazer em nossas vidas. 

Busque ajuda, isso ninguém pode fazer por você! Lembre-se que você é a pessoa mais importante da sua vida. Se cuide, aprenda a se amar, a se respeitar como você é e não como esperam que você seja. E aprenda a fazer as escolhas que te levam de volta para você, para quem você é. 

Imagem em detaque: Gerd Altmann por Pixabay.